sábado, 25 de agosto de 2012

Piscinas Olímpicas de Braga (5), Braga Play Planet na comunicação social

Dois dias depois, de o projeto ter sido revelado pelo utilizador Tony do Fórum Bracarae, eis que o estudo chega em força à comunicação social local. 

Diário do Minho:

Parque aquático de Braga substitui piscina e multiusos

BRAGA | 25 DE AGOSTO DE 2012
A Câmara de Braga já tem na sua posse a solução para aproveitar os 8 milhões de euros gastos nas piscinas olímpicas do Parque Norte. A alternativa é a instalação de um parque temático de matriz aquática, mas com valências que também dão centralidade à cultura e às artes. A solução global propõe ainda a ocupação do espaço que estava destinado ao pavilhão multiusos. A autarquia está agora à procura de financiamento para o projeto que, na versão mais económica, implica um esforço financeiro de 4 milhões de euros. A coordenadora do projeto defende a opção pela solução mais abrangente.

Correio do Minho:
Autarquia procura agora investidor para tornar projecto viável. “Já apresentámos o estudo prévio à câmara municipal, que está à procura de investidor para avançar com a obra”, revelou ao ‘Correio do Minho’ a responsável da empresa Play Planet, Milva Maggioni. Propõe-se no estudo prévio que este parque temático e de diversão seja criado usando as infraestruturas existentes no actual polidesportivo do Parque Zona Norte, aproveitando o investimento já efectuado pelo Município de Braga, com a piscina olímpica, “adaptando-o de forma criativa a um novo conceito arrojado e inédito em Portugal”, evidenciou aquela responsável. 
Para este parque temático, a equipa que trabalhou no projecto propõe “a fusão de duas realidades aparentemente opostas, ‘Bracara Augusta’ e ‘Braga Capital’, passado e futuro, história e modernidade”. 
Pelo estudo que é possível visualizar na página da empresa pode verificar-se que existe uma zona exterior, contígua à piscina, que certamente ocupará o espaço disponível para o pavilhão multiusos. 
...

TvMinho:
A Câmara Municipal ja tem na sua posse um estudo encomendado pela mesma para o espaço onde tudo leva a crer viriam a ser as Piscinas Olímpicas.

Pelo projeto é possível verificar que existe uma zona exterior, contígua às piscinas, que certamente ocupará o espaço disponível para o Pavilhão Multiusos, pelo que, indiretamente é possível concluir, que além das Piscinas Olímpicas também a construção do Pavilhão Multiusos não será realizado.
...

São avançadas algumas novidades, como o fato deste projeto já ter sido entregue à Câmara Municipal de Braga, o custo do mesmo na versão mais simples de 4M€, e a confirmação no Diário do Minho, que o pavilhão multiusos também será abandonado.

É ainda curiosa a parecença do parágrafo do Correio do Minho e especialmente da TVMinho, com o parágrafo da mensagem colocada aqui no blogue, na madrugada do dia 24:
Pelo projeto é possível verificar que existe uma zona exterior, contígua às piscinas, que certamente ocupará o espaço disponível para o Pavilhão Multiusos, pelo que, indiretamente é possível concluir, que além das Piscinas Olímpicas, também o Pavilhão Multiusos foi abandonado.  
É gratificante ver que os blogues e fóruns da cidade, contribuem para a informação dos bracarenses, pena é que não sejam devidamente citados.

Voltando ao projeto e sendo verdade o custo mínimo de 4M€, este representará pelo menos 33% do valor necessário para a conclusão do projeto inicial das piscinas olímpicas. Face a este valor, e face à necessidade da construção das piscinas olímpicas, parece-me que será importante refazer o projeto das mesmas, e verificar qual será o custo. 

Além disso, um projeto de um Parque Aquático a revelar-se viável, poderá ser realizado no espaço disponível no restante Parque Norte ou em qualquer outro ponto da cidade. Com a vantagem de ser construído e desenvolvido de raiz, diminuindo custos e optimizando a funcionalidade e viabilidade do mesmo.

É importante reduzir os custos de construção, mas o fundamental será dotar a cidade de infraestruturas funcionais e necessárias, e não de adaptações forçadas que poderão revelar-se menos eficientes.

Mensagem seguinte, relativa às piscinas olímpicas de Braga.
Mensagem anterior, relativa às piscinas olímpicas de Braga.