domingo, 9 de setembro de 2012

CEJ Braga 2012 - Noite Branca (5), o evento em resumo

Terminou a "Noite Branca" de Braga, e foi um verdadeiro sucesso. Por toda a cidade os vários eventos captaram milhares de pessoas, segundo a organização e alguns sites internacionais, como o Demotix, estiveram presentes mais de 80.000 pessoas

A afluência de pessoas foi enorme e um pouco por todas as ruas milhares de pessoas circulavam de encontro aos pontos de interesse do evento.
Mais imagens, Capital Europeia da Juventude.

Locais como a Área Reggae junto à torre de menagem, a Área do DJ na Rua dos Capelistas, ou espaços com Instalações Artísticas e as Street Peformances um pouco por todo o centro histórico animaram as 10 horas do evento.

O Festival do Norte com o tema, "Cidades Invisíveis" criou um circuito dentro do centro histórico com diversos pontos de interesse. Iniciando na Rua D. Paio Mendes, junto à fachada principal da Sé, o circuito seguia pelo Rossio da Sé e percorria várias ruas e largos, até findar novamente junto à Sé.

Na "Área Incolor" na Avenida Central, puderam ver-se Tradições Minhotas do século XIX, Coro Broadway, Banda Faz de Conta, Mimos Dixie Band, entre outros.
Mais imagens.

Na "Área Mundo", no Largo de São João do Souto, estiveram os Radiki, Allantantou, Luís Muxima e Karrossel.
Mais imagens.

O Espaço Arte Urbana, na Rua do Castelo, contou com K Crazy Boy, Jo Jetson e Workshops com o tema "Dá Cor à Tua Roupa Branca", entre outras atrações.
Mais imagens.

Na Praça do Município encontrava-se o Palco Principal, onde a fadista Mafalda Arnauth foi a primeira a atuar, para milhares de pessoas.
Mais imagens.

Com a praça já completamente repleta, seguiram-se os The Gift.
Mais imagens.

Um concerto marcado pela adesão e pelos efeitos de luzes da assistência.

E por fim, os Buraka Som Sistema.



Uma "Noite Branca" em cheio, esperemos que seja para repetir.

Mais sobre a "Noite Branca", o "dia seguinte".