sábado, 15 de setembro de 2012

"Que se lixe a Troika", será esse o problema?

Hoje é dia de manifestação em Braga e em todo o País.


@

Hoje de fato estamos mal em relação a 2008, contudo parece-me que estaremos bem pior no futuro. Não só Portugal mas toda a Europa. 

A abertura dos mercados a produtos vindos de países, onde os trabalhadores não têm direitos e onde toda a legislação de controlo e qualidade não é tão rigorosa e punitiva, terá forçosamente que fazer deslocar a produção das empresas, que apenas procuram o lucro, para esses países. Isto levará à diminuição dos salários nos países Europeus e à perda das unidades produtivas. 

Se ao processo de deslocalização das unidades produtivas, adicionarmos o envelhecimento de toda a população Europeia, a recente emigração que se tem verificado nos países em crise, e a pseudo Democracia existente, onde os políticos assinam contratos ruinosos para o estado defendendo apenas os interesses privados, e no final do processo a única vítima, o estado, é que tem que arcar com as pesadas compensações indemnizatórias enquanto muitos dos políticos que no passado fizeram esses contratos estão de seguida nas administrações das empresas privadas, teremos na junção de todos estes fatores o colapsar dos estados sociais europeus. 


Portanto, parece-me que o problema não está na Troika, o problema está na aceitação do mercado global nestas condições, na não responsabilização criminal dos políticos e na liberdade destes para assumirem cargos em empresas privadas, e também no Euro que funciona como moeda única, mas onde cada País pode ser atacado individualmente sem se poder defender como tal.

"Que se lixe a Troika" (2), resumo da manifestação em Braga.