quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Braga - Desemprego e a ausência de representação política

Notícia do Correio do Minho.

Desemprego no distrito afecta 58.258 pessoas

O ano de 2011 terminou com números assustadores no que diz respeito ao desemprego no distrito de Braga. As estatísticas divulgadas ontem pelo Instituto do Emprego e Formação Formação (IEFP) mostram que no final de Dezembro havia 58.258 desempregados, mais 2.922 do que em Novembro e mais 5.693 do que no final de 2010.
O primeiro semestre de 2011 ficou marcado por descidas nos números de desempregados, tendo o valor mais baixo sido registado no final de Junho: 49.463 pessoas inscritas dos centros de emprego. Quer isto dizer que apenas durante o segundo semestre do ano que terminou houve 8795 pessoas a ficar sem posto de trabalho.

Concelho de Braga com estatísticas alarmantes


Guimarães continua a ser o concelho com maior número de desempregados: 13.536, mais 422 do que em Novembro. Em relação ao mesmo período de 2010, o concelho do Vale do Ave contabiliza mais 1521 pessoas sem trabalho.
Foi no concelho de Braga que mais pessoas ficaram sem trabalho durante o mês de Dezembro: 823 pessoas ficaram sem trabalho. Braga continua no segundo lugar da lista dos concelhos com maior número de desempregados. Terminou 2011 com um número recorde de 12.336 desempregados, mais 1.825 do que no final de 2010. Vila Nova de Famalicão também registou um aumento brutal do número de desempregados durante o último mês de 2011: terminou o ano com 9669 desempregados, mais 615 do que em Novembro. Em comparação com Dezembro de 2010, este concelho conta com mais 958 pessoas sem trabalho.
Em Dezembro, o desemprego subiu em todos os concelhos, excepto Cabeceiras de Basto (contabilizava no fim do ano 1336 desempregados, menos 40 que em Novembro) e Celorico de Basto que mantém precisamente o mesmo número de desempregados que em Novembro: 1398.

...
Num País sem rumo, e numa região sem políticos que a representem, estaremos sempre condenados.
Onde estão os políticos do Baixo Minho:
- na defesa do setor secundário do Vale do Cávado e Vale do Ave?
- na defesa de investimentos e aprovação dos projectos da UM, comparticipáveis por fundos comunitários?
- quando os políticos do Grande Porto e o presidente da CCDR-N pretendem redirecionar os fundos da TAV para o Metro do Porto?
- quando o presidente de Viana do Castelo e Eixo Atlântico pretende redirecionar os fundos para a Linha do Minho de Nine até à fronteira?
- quando o Minho um das regiões a menos de 75% da média da UE, em relação à média nacional, no PIDDAC regionalizável, ficou a perder em apenas 10 anos mais de 1.000.000.000€ de investimento?
-...


Braga é o terceiro Distrito com mais deputados, mas na verdade alguém vê a defesa do Distrito?