segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Turismo do Minho - CEC Guimarães e CEJ Braga

Pode ler-se no Diário do Minho.

Capital Europeia da Cultura 2012 sem “pacotes” de oferta turística

  A Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012 arranca no próximo dia 21, mas sem que os principais operadores turísticos tenham ainda "pacotes" turísticos alusivos ao evento. No entanto, na hotelaria, restauração e comércio as expetativas estão «lá em cima».



Segundo a notícia a CEC não tem pacotes, e a CEJ tem?

Provavelmente em 2012 apesar das "Capitais Europeias", vai repetir-se o cenário de 2010 (últimos dados conhecidos). Onde Braga, Guimarães e Viana perderam dormidas e visitantes, que cada vez mais cumprem o que a Região de Turismo que entrou em vigor durante o ano de 2008 lhes diz (logo no nome), Turismo no Porto e (depois) Norte de Portugal. 

Como resultado, quando Portugal ganhou quase 1.000.000 de dormidas, o Minho perdeu em 2010 121.629 dormidas, enquanto o Grande Porto cresceu 245.951, passando a representar quase 60% das dormidas de todo o Norte.


Enquanto o Grande Porto vai usando a CCDR-N e as diversas entidades como a Região de Turismo Porto e Norte de Portugal, para centralizar recursos, investimentos, sedes, campanhas, promoções, congressos, CREP's, Metros,... no Minho discutem quem é a segunda potência do Turismo do Porto e Norte de Portugal, quando na verdade Braga, Guimarães, Viana têm que funcionar em rede, para cativarem turistas para os pacotes Minhotos, com base nas suas cidades, vilas históricas, Peneda-Gerês, ...

Mais mensagens sobre o Turismo na Região Porto e Norte.