sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Braga na Região - A ausência de política regional (2)

No sapo notícias pode ler-se.

Bruxelas cancela financiamento para TGV de Porto a Vigo


...
Na prática os 224 milhões de euros inicialmente destinados a ligar o Porto à Galiza devem voltar a Bruxelas e, numa fase posterior, serem canalizados para o segundo projeto, agora revisto, a sul.
...
Quanto à ligação Porto-Vigo, esta poderá ficar cancelada definitivamente. Carlos de Grandis, da Direção de Mobilidade e Transportes da Comissão Europeia, ouvido pelo matutino, adiantou que “não está previsto até 2020 e, na minha opinião pessoal, não se vai fazer nunca”.

O responsável disse ainda que existem verbas destinadas a investir na linha do Minho, de forma a aproveitar a ligação de alta velocidade até Vigo.

As intenções de Viana do Castelo podem ser conseguidas, para o mal de todo o Minho. 

Braga continuará com um Ramal que a retira da rede Regional, quando nos projectos da RAVE estava prevista a ligação Guimarães-Braga-Barcelos, colocando o Minho em rede. 
Em vez de se criar uma rede ferroviária no Minho, em Viana utilizam-se fundos comunitários na ânsia de ignorarem o Baixo Minho, e de se ligarem diretamente ao Porto. No Alto Minho demoram a perceber que o Baixo Minho é o seu parceiro natural, e que o Alto Minho não é apenas a  cidade de Viana.

Quantos aos Quadrilateros, para que servem quando nem a defesa do Baixo Minho procuram fazer. Em todo este processo nada se ouviu em defesa da posição do Baixo Minho. 

Qual será a opinião do executivo da CMB e da oposição, sobre este assunto?


Braga na Região - A ausência de política regional (1)