sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Município lança concurso de ideias para a antiga Fábrica Confiança

A Câmara Municipal de Braga abriu a 5 de Janeiro um “concurso de ideias” para os espaços resultantes do processo de aquisição das instalações da antiga “Fábrica Confiança”, todos podem participar.



Relativamente às instalações da antiga Fábrica, partilho de muitas das sugestões que foram avançadas no âmbito do ProjectoBragaTempo.

Quer pelas suas características quer pela sua história, entendo que deviam albergar o Museu da Industria Bracarense, procurando reunir e expor todo o espólio de Fábricas como a Confiança, Pachancho, … e os produtos nelas criados como as emblemáticas motos da Pachancho, entre muitos outros, seriam certamente motivos de interesse e de preservação da cultura, identidade e memória da nossa cidade.

Devido à localização destas instalações e pelo papel que podem e devem desempenhar na integração dos estudantes da UM na cidade de Braga, e aproximação do polo de Gualtar ao centro histórico da cidade, deviam ser criadas diversas valências culturais afectas a UM.

Anexo ao Museu da Industria proponho a criação de um espaço de exposições que poderia albergar exposições do Museu da Imagem, e obras de arte produzidas pela UM e seus alunos. Além disso devia-se procurar concentrar no edifício as instalações das mais variadas actividades culturais da Universidade do Minho, como as instalações da Rádio Universitária (RUM), Associação Académica (AAUM), Teatro Universitário (TUM), com a criação de pequenos auditórios para uso do TUM e das Tunas da UM, um auditório principal preparado para concertos, teatro, cinema e outros espectáculos no âmbito da UM, sala de exposições, sala de estudos, café/bar.

Discordo da instalação de residências ou serviços da CMB ou Junta de Freguesia de S. Vitor. Penso que aqui se devia criar um pólo eminentemente cultural e de apoio e incentivo à criação artística da UM.
Quanto ao Museu da Cidade e ao Museu de Arte Moderna que continuam em falta na nossa cidade, outros locais seriam mais indicados, como o quarteirão do Theatro Circo nomeadamente o Santa Cruz para o Museu da Cidade (com a perspectiva de reconstrução da fachada do antigo Convento e Igreja dos Remédios), e o Estádio Municipal Braga para o Museu de Arte Moderna como já foi sugerido no blogue BragaMaior.